MAFRA DE SURPRESA A CERTEZA
O Mafra somou mais uma vitória no campeonato, somando 11 jogos consecutivos sem perder, ao bater em casa o Chaves com um golo solitário assinado pelo brasileiro Lucas perto dos 30 minutos.

O jogo começou a bom ritmo com o Chaves a criar a primeira ocasião para marcar logo aos 2 minutos com a André Luís a desviar um cruzamento de Fatai, no entanto o intento do avançado flavienses esbarrou nos rápidos reflexos de Godinho a desviar para canto.

O Mafra respondeu logo de seguida com Nuno Rodrigues a não conseguir dar o melhor seguimento a uma assistência de Ayongo. O remate do avançado local foi desviado pelo central Hugo Basto.

Ao minuto 9 foi a vez de Lucas espreitar o golo num remate de fora da área que passou perto da baliza de Ricardo Moura.

Estavam lançados os dados para uma partida que teria emoção até ao apito final.

Por volta da dezena de minutos jogados, o Chaves passou então a comandar o jogo, com mais posse e chegando com frequência á área contrária obrigando então os da casa a maiores cuidados defensivos. Nesse período os flavienses beneficiaram de uma série de pontapés de canto a seu favor, e seria num desses lances que nasceria o único golo do jogo.

Foi poi na sequência de um canto a favor do Chaves que o Mafra saiu numa transição rápida colocando 3 jogadores contra apenas um defensor contrário, com Lucas a desviar para o fundo das redes após uma assistência de Rúben Freitas.

O Mafra chegava ao intervalo em vantagem no marcador, controlando a seu belo prazer após se encontrar em vantagem no marcador.

Para a segunda parte o figurino do jogo foi igual ao dos primeiros 45 minutos, com a equipa do Chaves a entrar melhor, com o Mafra mesmo em momentos de maior pressão adversária a mostrar sempre um impressionante dominio dos momentos do jogo.

Com o aproximar do final do jogo as movimentações nos bancos começaram, com César Peixoto a lançar jogadores para a ofensiva e seria um desses jogadores que esteve perto do empate. Platiny surgiu sem marcação, correu isolado para a área contrária, no entanto a saída de Godinho aos seus pés evitou o que parecia certo.

O jogo estava de parada e resposta e as ocasiões de golo aconteciam uma atrás das outras. Para o Mafra Nuno Rodrigues e Areias estiveram muito perto de serem felizes, mas a grande perdida aconteceu sobre o minuto 90 quando Juary facilitou junto da linha final permitindo a Wellinton a recuperação da bola, o passe para Platiny que frente a frente com Godinho rematou para fora.
 
RJC
- - - - - - - - - -
 
CD MAFRA 1 x 0 GD CHAVES

Estádio Municipal, em Mafra

Árbitro:
Miguel Nogueira (Lisboa)

Auxiliares:
Hugo Coimbra, João Letras

Intervalo: 1-0

Amarelos:
João Teixeira 82', já no banco), Areias (88')


EQUIPA DO MAFRA - T. Vasco Seabra.

Godinho (cap)

Rúben Freitas

Juary

João Miguel

Joel

Júnior

Tavares

Zé Tiago (Cazonatti, 90')

Nuno Rodrigues (Miguel Lourenço, 92')

Ayongo

Lucas (Areias, 83')

EQUIPA DO CHAVES - T. César Peixoto.

Ricardo Moura

Jean

Hugo Basto

Gamboa (Guzzo, 80')

Diego Galo (cap)

Simão

Bernardo (Platiny, 53')

Benny

João Teixeira (Wellington,75')

Fatai

André Luís.
 
 
 
 
 
Um website emjogo.pt